China cria ‘Sol artificial’ cinco veces más quente que o real – Noticias

A China Testou um equipo capaz de criar temperaturas cinco veces más elevadas que a do Sol. A máquina, batizada de Tokamak Supercondutor Avançado Experimental (East, na sigla em inglês), tem como objetivo criar energia limpa simulando as reações naturais de uma estrela.

El “Sol artificial” alcanza temperaturas próximas a los 70.000ºC, informó la agencia china Xinhua News, de acuerdo con el vehículo británico Independent.

“Una operación reciente establecida en torno a una base científica y experimental sólida para o funcionamento de um reator de fusão”, explica Gong Xianzu, investigador del Instituto de Física de Plasma de la Academia China de Ciências y líder del experimento.


En este momento, el proyecto de fusión nuclear personalizado en China más de R$ 5,3 trillones. O teste definitivo deve ocorrer até junho, e é visto por cientistas como um grande passo em direção à energia limpa.

Los reatores de fusao nuclear não usam combustíveis fósseis e não criam resíduos tóxicos. Ainda segundo o Independent, físicos não acreditam em gran risco de acidente que envolva esse tipo de tecnologia.

Agora, os cientistas chinos deverão ajudar na construction of outra planta de fusão nuclear, que está en construcción en Marselha, na França. O Reator Termonuclear Experimental Internacional (Iter, na sigla em inglês) será o maior reator do mundo quando finalizado.


Víctor Raya

"Aficionado al tocino. Gurú de Internet. Futuro ídolo adolescente. Fanático de la cerveza. Fanático extremo de la web".

Agregar un comentario

Su dirección de correo no se hará público. Los campos requeridos están marcados *